«

»

fev 27

Selo Verde – Qual seu valor?

Selo Verde?

Artigo de  

Presidente Conselho Executivo CNDA – Conselho Nacional de Defesa Ambiental

 

Em mais de 20 anos de atividade na área ambiental continuo respondendo as mesmas questões sobre o Selo Verde.

A campeã dos questionamentos é: Se a minha empresa tem ISO porque precisa de Selo Verde ou outra qualquer certificação ambiental?

As duas certificações não são concorrentes, mas sim complementares. A socioambiental é concedida a produtos e serviços ecoamigáveis, para o conhecimento do consumidor final. A ISO estabelece parâmetros que aprimoram a qualidade e a eficiência operacional, padronizando procedimentos, a ISO conversa diretamente de empresa para empresa.

Pode-se dizer que o consumidor final compreende pouco dos benefícios que a ISO produz.

Quando o consumidor questiona a veracidade dos atributos socioambientais que um produto ou serviço certificado apresenta, entra em contato com a certificadora ambiental e confirmar a concessão da outorga. O produto é ou não amigável?

Este tipo de certificação serve como um SAC complementar. Outro ponto interessante é que, quem fiscaliza a veracidade das informações divulgadas por quem recebeu a outorga é a própria população, que é incorruptível. Uma atribuição sustentável não pode ser concedida sem ser comprovada, sob pena de os dirigentes da empresa, e técnicos, sofrerem os processos cabíveis.

Responde pela certificação, tanto a certificadora se não conseguir comprovar as qualidades do outorgado, como o cliente outorgado na pessoa dos seus responsáveis. Isso significa que em uma certificação socioambiental não é permitido aos dirigentes se equivocarem com relação as informações fornecidas, sob pena de serem processados civil e até criminalmente.

O outorgado fornece documentos e laudos, assinados por técnicos e responsáveis pela empresa, comprobatórios das qualidades que eles afirmam ter, para o consumidor, e a certificadora, assessorada pela população, serve como guarda e ferramenta de fiscalização continua desses documentos.

Nada mais eficaz! Ninguém oferece documentos que contenham responsabilidade pessoal, se tem dúvida sobre o que afirma.

Esse procedimento simples é o que separa o marqueteiro dos empresários e executivos honestos e bem intencionados. É o que faz o consumidor ou comprador acreditar nas propriedades apregoadas.

A certificação ambiental, estabelece contato direto entre produtor e consumidor. Ela influencia a escolha do consumidor consciente. Incrementa vendas e agrega valor aos produtos. Funciona como instrumento de marketing. Incentiva a economia dos recursos naturais. E, é extremamente confiável pelos motivos expostos acima.

O mais importante nas certificações ambientais é que algumas delas oferecem, em contrapartida, consultoria informal sem custo, ou embutido na mensalidade que recebem. Esta consultoria serve como orientação prática sobre imensa quantidade de assuntos. Considerando que: “Meio, ambiente para mim é tudo aquilo que não sou eu”, frase atribuída a Einstein, a empresa tem respaldo, em licenciamentos, comunicação, assuntos jurídicos, análise de riscos socioambientais, Eia-Rima (estudo e relatório de impacto ambiental), isenções e incentivos tributários, estudos e elaboração de projetos, captação de recursos, utilização comercial sustentável de APA (Área de Proteção Ambiental), implementação de programas de sustentabilidade, ecoeficiência energética, cursos e treinamentos, cumprimento de TAC (Termo de ajustamento de conduta), entre outros.

A consultoria informal tem origem na ECO 92 que preconizava a troca de informações entre todos os atores da sociedade. As certificadoras socioambientais vão ao mercado de especialistas e práticos para buscar respostas que satisfaçam as perguntas dos outorgados.

A troca de informações propicia, baseada em vivência do mercado, a evitar penalizações por falta de conhecimento antecipado sobre os diversos assuntos que compõe o socioambiental e seus detalhes.

Em muitos casos, é possível obter dedução fiscal dos investimentos realizados em programas e trabalhos ambientais o que pode transformar os investimentos em serviços, projetos e programas em custo zero.

O Selo Verde é uma ferramenta importante e necessária para as empresas, mas infelizmente ainda pouco conhecida e utilizada.

Diferente de outras certificações, quem certifica deve ser nacional, porque conhece os hábitos, leis, consenso e costumes da população e necessita estar sempre pronta para responder as dúvidas surgidas.

Algumas licitações privadas já exigem certificação socioambiental. Diversos projetos de lei estaduais e federal estão tratando do tema para torná-la obrigatória em um futuro próximo.

2 comentários

  1. WELLINGTON

    PERNAMBUCO PRECISA DE UMA FILIAL EM RECIFE É POSSÍVEL.

    1. Elaine Santos

      Wellington

      Respondido pelo e-mail.
      Abs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>