«

»

jul 12

Lâmpadas LED – Vantagens e Desvantagens

 lampada-led-1024x964

LED: Vantagens x Desvantagens

 

Assim como tudo que envolve tecnologias emergentes, encontramos dois grupos de usuários: os que resistem bravamente e buscam manter certa distância e os que rompem a barreira da “zona de conforto” e descobrem novas e poderosas ferramentas a serem exploradas.

Com LED acontece o mesmo. Muitos ainda desconfiam de seu uso, mesmo admitindo que possue uma emissão de luz contagiante, e os que já descobriram que seu uso pode ser uma porta para novas oportunidades, agregando valor aos seus produtos/serviços com tecnologia e sustentabilidade. 

Costumo compartilhar uma visão imparcial sobre o assunto, deixando de lado qualquer aspecto de modismo. Isso os tornam mais seguros quanto a decisão de seu uso.

 Vantagens:

1) Tempo de vida útil – Possuem um tempo de vida útil em média de 50 mil horas. Se ligado durante 8 horas por dia alcança até 17 anos de uso. Comparado, por exemplo, com uma lâmpada Fluorescente Compacta esse tempo chega no máximo a 10 mil horas (fonte: INMETRO).

2) Luxo Luminoso – Praticamente não altera o brilho com o seu uso. Uma Fluorescente Compacta chega a perder 84% do seu fluxo luminoso após 2 mil horas de uso (fonte: INMETRO).

3) Economia de energia – Este é um ponto que sempre é bastante explorado e dependerá de qual tipo de lâmpada e projeto de iluminação estamos comparando com uma luminária a LED. Normalmente é prevista uma economia de 10 a 30% porem dependerá de qual o resultado final é esperado para o ambiente.

4) Não gera calor – Como não emitem raio infravermelho, não geram calor, ou seja, a superfície iluminada por LED fica na temperatura ambiente. Essa é uma vantagem absurda para ambientes refrigerados como escritórios que usam, por exemplo, lâmpadas Dicróicas. Mas vamos esclarecer que a luminária em si pode aquecer, dependendo da potência, mas nada comparado a uma incandescente.

5) Emissão de ultravioleta e infravermelho – Exceto o LED, todas as fontes de luz conhecidas hoje (lâmpadas incandescentes, halógenas, vapor de sódio, vapor metálico, vapor de mercúrio, luz do sol) emitem raios ultravioleta e infravermelho.

6) Não oferece risco de contato direto – Por trabalhar com baixa tensão, pode ser usado em ambiente úmido ou na água (como piscinas e banheiros) sem risco de choques. Luminárias de uso residencial podem ser instaladas em lugares baixos sem risco de queimadura por contato.

7) Compromisso com meio ambiente – São considerados lixo comum, não demandando tratamento especial em sua fabricação ou descarte. Não tem em sua composição substâncias tóxicas, nem mercúrio, nem filamentos.

8) Facilidade de integração – Sua utilização com outros componentes eletrônicos como fibra óptica, painel solar, baterias, etc é natural, abrindo um vasto leque de opções a ser explorado.

9) Resistência a uso severo – Como se trata de um componente sólido, suporta bem a vibração, variação de temperatura e uso pulsante constante sem problemas.

10) Efeito tipo Flash – Mesmo quando usado em potências elevadas, permite o uso do efeito tipo Flashing ou seja, ignição instantânea.

 

Desvantagens: 

1) Dependência de componentes importados – Apesar de já contarmos no Brasil com várias empresas que fabricam luminárias com LED, ainda dependemos da importação do componente. Nos bastidores já temos notícias que no próximo ano teremos a primeira fábrica nacional.

2) Mão de obra especializada – O uso do LED requer cuidados para que suas vantagens sejam garantidas. Um bom projeto demanda atenção quanto a aspectos de dissipação de calor, lentes de conversão, fonte de alimentação (drivers) e circuitos eletrônicos (dimmer de efeito).

3) Investimento e retorno em curto prazo – Se compararmos de forma imediatista certamente o preço de uma luminária de LED pode desmotivar a sua compra. Porem se botarmos na ponta do lápis o investimento se paga em médio prazo. O preço desta tecnologia vem caindo a cada dia e já é possível encontrar uma redução de até 50% no preço de uma luminária em alguns fabricantes.

4) Adaptação de luminárias já existentes – Nem sempre a substituição imediata de uma lâmpada convencional por uma solução de LED é direta. No mercado encontramos algumas soluções de “retrofit” mas o ideal é quando podemos “customizar” a solução de forma a conseguir um resultado final com o efeito desejado a um preço mais em conta.

5) Atenção com a oferta dos produtos baratinhos Fique atento com a oferta de produtos importados. Grande parte oferece uma qualidade compatível com o preço e podem trazer problemas depois de toda a instalação pronta.

Agora vocês já têm uma ideia superficial e podem avaliar o uso deste irresistível componente. Cabe ilustrar que as lâmpadas incandescentes (de maior potência) serão deverão ser descontinuadas nos próximos anos e o LED promete ser a solução mais natural para ocupar seu lugar.

  

Fonte: Wagner Henriques/Engenheiro e consultor de tecnologia 

 

 

 

 

22 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Percilio Gama

    Boa noite! Gostei das vantagens e desvantagens da lampada led. Gostaria de uma informação técnica, eu tenho dois ambientes com medidas (6mts x 3mts e 7mts x 3mts) hoje iluminados cada ambiente com três grupos de luminárias duplas de lampadas fluorescentes de 40w. Pergunto seria viável trocar esses luminárias por lampadas de led de qual potencia. Não sei se pode me ajudar mais mesmo assim muito obrigado.

    1. Gestora

      Respondido pelo email.

  2. SEBASTIÃO MORAIS DOS SANTOS

    Gostaria de receber mais informações técnicas sobre o uso e substituição das lâmpadas hoje usadas pela LED, e se tem e quais são as Leis que regulamentação a transição para o uso da Lâmpada LED no Brasil. E ainda quais os países que desenvolvem está tecnologia LED.

  3. Gestora

    Caro Sebastião.

    Para detalhes técnicos, por favor, entre em contato com o autor do artigo, Eng Wagner Henriques pelo site: http://www.lumitek.com.br/#!contato/cluw
    Obrigada.
    Gestora.

  4. rosania

    Gostaria de receber por e-mail, informações sobre as lâmpadas led se resolver alternar entre a led e outra, qual seria a opção.

  5. Damiao

    Muito bom. Já comecei a trocar de lâmpada. Estou apaixonado por elas.

  6. weverton

    Por favor, me responda se é normal a lâmpada demorar a acender novamente depois de ficar um tempo acesa,ou se desligar ela algumas vezes ela passa a demorar a acender. Pois comprei algumas lâmpadas e ao instalar me deparei com este problema e pensei que estivesse com defeito. mas deixando um tempo desligadas elas voltavam a acender de imediato, isto é normal? Desde já obrigado.

    1. Gestora

      Weverton

      Se o problema técnico persistir, deve fazer contato com a fabricante.
      Veja estas dicas: http://dicasdogilsoneletricista.blogspot.com.br/2012/07/minha-luminaria-com-lampadas.html
      Abs, Elaine.

  7. Andreia

    Bom dia! Gostaria de saber sobre a potência dessas lâmpadas de Led comparada as eletrônicas, pois eu sei que uma eletrônica de 20w equivale a uma de 60w da alogena, sendo assim e a de Led?

    1. Andreia

      Verifique nesta tabela comparativa: https://reviewferias.files.wordpress.com/2013/09/tabela-led-incandescente1.png

      Abs.

      Elaine S.

  8. Helcio

    Uso lâmpadas de LED a pouco tempo mas já tive problema e acredito que seja o mesmo existente nas fluorescentes PL: Placas eletrônicas de baixa qualidade.
    Ela parece um pisca-pisca.
    Fiz um vídeo do problema: https://www.youtube.com/watch?v=e_u6X9gdFGA&feature=youtu.be

  9. Zane

    Hélcio,

    Tive o mesmo problema. Qdo ela fica por mais 30 min. ligada começa a piscar…parece uma discoteca!!
    Não sei como resolver.

  10. Renan

    Olá. Eu comprei umas lampadas de led do modelo convencional entre as fluorescentes. Cada lampada é de 16w. Elas iluminam para caramba. A fabricante é a XL POWER. A lampada do modelo 3u, a empresa garante que a lampada tem uma duração de até 80 000 horas e que a redução do brilho do led é bem pouco, próximo aos 30%. Bom, mas enfim eu gostaria de saber o que vocês acham sobre essa lampada.

    1. Elaine Santos

      Olá Renan

      Consultaremos um Eng. Eletricista e voltaremos com uma orientação ok?
      Abs.

  11. Diderô Jaime

    Boa noite! Gostei das vantagens e desvantagens da lampada led. Gostaria de uma informação técnica, eu tenho um ambientes, marcenaria com medidas (10mts x 15mts e 7mts de altura ) hoje iluminado com quatro calhas de de lampadas fluorescentes duplas de 100w. Pergunto seria viável trocar esses luminárias por lampadas de led de qual potencia. Não sei se pode me ajudar mais mesmo assim muito obrigado.

  12. Leonardo Alves

    Boa tarde, comprei uma luminária LED com 4 lâmpadas. De um dia pro outro elas pararam de acender, só ficam piscando fraquinho quando esta ligado. Vc saberia que problema eh esse? Se eh dá lâmpada?
    Obrigado!

    1. Elaine Santos

      Leonardo

      Deixamos em aberto para que alguém da área responda ok?
      Obrigada.
      Elaine/Gestora

  13. Paulo Pires

    Tenho uma área externa com (6) postes e as lâmpadas são acionadas ao
    anoitecer por um sensor foto elétrico, troquei todas as lâmpadas que existiam
    por lâmpadas de LED. Após aproximadamente trinta dias constatei que além do
    sensor todas as lâmpadas haviam queimado.
    Estas lâmpadas podem trabalhar com sensores foto elétrico? Em local externo
    exposto a intempérie da natureza?

    1. Elaine Santos

      Paulo
      Deixamos em aberto para que alguém da área responda ok?
      Obrigada.
      Elaine/Gestora

  14. Rosemar

    Boa Tarde,
    Lampadas de LED podem ser utilizadas em ventiladores de teto com a cúpula ( de plástico ou vidro) totalmente fechada? teria algum modelo especifico de lampada para ventiladores de teto ou alguma observação em especial ?grata

    1. Tadeu Pereira

      Boa noite Rosemar , O sistema LED gera temperatura térmica durante a conversão da eletricidade em luz, porém não joga o calor para o ambiente graças ao auxílio de dissipadores que têm a capacidade de removê-los. Este é um dos aspectos que contribuem para aumentar sua vida útil. Por isso não é possível colocar o LED em luminária desenvolvida para lâmpada tradicional que ele pode queimar, já que está trabalhando em situação anormal.

      Fonte: http://www.golden.blog.br/mitos-verdades-sobre-led/
      Mais dicas em
      http://www.portaleletricista.com.br/lampadas-de-led/

  15. victor silva

    Lâmpada incandescente pode até emitir algum uv, mas é uma quantidade desprezível, ao contrário das de vapor de mercúrio, ou fluorescentes. Daí a vir dizer que led não emite uv é uma atitude muito arriscada de cair no erro, ou no engano, mesmo, típico das campanhas de marketing. Leds amarelos, vermelhos, verdes podem até não emitir uv, até mesmo o azul, já que leds de cores específicas são projetados de maneira tal que, emitir uma determinada e específica cor, facilita a sua fabricação. Porém, o branco, ao contrário das outras cores, é uma mistura de diversas cores, podendo conter, inclusive o temido e prejudicial uv em maior ou menor quantidade, dependendo do processo de fabricação, já que são as “impurezas” adicionadas em percentual bem pequeno em relação ao material puro básico para a fabricação do led que determinam o sucesso do led conseguir emitir determinada cor em seu maior grau de pureza possível. em outras palavras garantir que um led branco não emite uv é o mesmo que dizer que uma farinha de trigo moída em máquinas de aço não vão conter sequer traços dessa liga metálica no produto final. Cabe aos fabricantes comprovarem que seus leds não emitem uv e às instituições de fiscalização, tipo o INMETRO, testarem bem as novas lâmpadas que andam chovendo em nosso mercado, eu diria de forma até irresponsável por parte da fiscalização do nosso incompetente Governo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>